Dezembro 05 2013

 


Bem hajas, ó Voluntário

Com a tua nobre mão

Que estendes, sem salário,

P’ra auxiliar teu irmão!

 

Recordando a frase nobre

Dita pelo Rei dos Reis:

“Quando ajudas um pobre

É a mim que o fazeis”.

Foi com grande alegria, prazer e reconhecimento que recebi este convite de Dra. Manuela Sousa, coordenadora do Voluntariado da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo, para que eu possa abrir o meu coração e dizer o que sinto acerca deste assunto tão delicado e importante como é o voluntariado.

Acredito que o trabalho voluntário é um bom salário. Por experiência própria posso dizê-lo com verdade! Depois de ter trabalhado vários anos em Toronto, junto dos mais necessitados – incluindo o programa televisivo, intitulado CROSS ROADS, como conselheira –, também participei em Jornais da Comunidade, tais como: JORNAL DA FAMÍLIA PORTUGUESA e NOVE ILHAS, com poesia e uma janela aberta intitulada: BÊNÇÃOS DE UMA VIDA. Também em Toronto ajudei alguns sem abrigo a sairem das ruas com a colaboração de algumas instituições. Gostaria imenso de poder fazer o mesmo em Angra. Também aqui, infelizmente, sinto essa necessidade. Não podemos deixar de ajudar a erradicar esta realidade – os  sem abrigo. Não é fácil mas não é impossível. Vamos amar em palavras e ações! O ser humano merece mais e melhor. Assim, o Voluntariado faz parte integrante das bênçãos que preenchem a minha vida. É sempre junto dos mais necessitados que me sinto realizada.

Depois de ter vivido quarenta e nove anos em Toronto, em 2009 vim viver para Angra, onde encontrei o meu marido e companheiro amigo, tendo deixado no Canadá a minha maravilhosa família. Foi então que tive a feliz sorte de pertencer à Liga dos Amigos do Hospital de Angra, durante quase dois anos. Ainda hoje os considero a minha segunda família. Lá fiz muito boas amizades, entre colegas, doentes e funcionários. Ao dizer isto, não posso deixar de referir-me à nossa muito querida FERNANDA TRINDADE, que Deus já tem junto de si. Foi fundadora da liga e amiga de todos nós, muito fez a tanta gente e muita falta nos fez! Jamais esquecerei o seu último sorriso e as suas palavras amigas quando ainda trabalhávamos no antigo Hospital, palavras essas cheias de encorajamento e de confiança: “Leonor! Nos dias, horas e áreas do Hospital, onde vejas que podes visitar é importante que o faças, porque é muito necessário”. Não sei se ela o disse a mais alguém, mas espero que sim! Porque todos os voluntários, depois de um bom treino e explicação de todas as regras necessárias, devem sentir a liberdade de agir com responsabilidade, sentindo-se felizes por poderem ajudar. São sementes que jamais se perderão!!! Como todas as coisas boas também chegam ao seu termo, assim aconteceu com o meu envolvimento nesse trabalho maravilhoso que jamais esquecerei.

Deus fecha portas que ninguém abre e abre portas que ninguém fecha. Só ele sabe onde somos mais necessários. Chegou a altura de encontrar uma nova família, sem esquecer a anterior.

Assim me encontro no início de nova página de voluntariado, na Santa Casa de Angra, fincando-lhe muito grata pela oportunidade. Espero dar o meu melhor, como sempre fiz. É bom ajudarmos a sorrir um rosto triste. Somos um povo a caminhar… vamos viver ocupados e nunca preocupados!

O mundo precisa de nós e de muitos mais VOLUNTÁRIOS!!!

Parabéns, coragem e força para todos os voluntários e para todos aqueles que o vão ser.

ACREDITEM!... VALE A PENA!!!

FELIZ DIA DO VOLUNTÁRIO, que afinal são todos os dias do ano.

Maria Leonor Gonçalves

Voluntária da SCM de Angra do Heroísmo

 

 

publicado por servoluntariosempre às 09:03

mais sobre mim
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30
31


Contador de visitas
pesquisar
 
blogs SAPO