Abril 27 2011

  • Ter motivação interior
  • Sentir necessidade permanente na descoberta de valores humanos
  • Ter sentido de responsabilidade
  • Ter sentido positivo da vida
  • Sentido de serviço em favor do outro…
  • Disponibilidade e tempo livre
  • Ser modesto e humilde
  • Ser coerente com a sua própria consciência
  • Ser ponderado, justo e conciliador
  • Saber respeitar as ideias dos outros mesmo que não correspondam às suas
  • Saber ouvir e calar
  • Aceitar a formação e as determinações superiores
  • Trabalhar em espírito de equipa
  • Controle emocional
  • Capacidade de auto avaliação
  • Saber usar de diplomacia discrição e sigilo

 

 

Estas são algumas das características de um bom voluntário, aos quais eu acrescento...

 

  • Ter um coração do tamanho do mundo!...
publicado por servoluntariosempre às 17:10

Uma lista de características muito completa. Ainda bem que existem os voluntários , já que o Estado pouco ou nada ajuda quem tanto precisa. Vou seguir este blog...
Obrigada
alzheimerdepapie a 8 de Maio de 2011 às 13:40

estas regras estão a incentivar o conformismo e a ditadura.ouvir e calar?lol
marilia a 8 de Abril de 2012 às 21:28

Olá Marília, obrigada pela visita, deixe-me dizer-lhe o seguinte: Não, não é um apelo ao conformismo e muito menos à ditadura, antes pelo contrário! No voluntariado organizado, temos sempre alguém que é responsável por esse mesmo voluntariado que está sempre disponível para nos ouvir, leva as nossas opiniões a sério, e que toma as medidas necessárias sempre que é preciso. Espero que volte a visitar-nos.

Olá. considero e aceito os princípios que devem nortear o serviço de voluntário (a), para mim o ponto principal que pode dar a um voluntário, no seu serviço aos outros, é a formação pessoal vocacionada aspectos Cristãos.
No considerandos a isto me refiro é o ponto: - • "Ser coerente com a sua própria consciência"
Eu quero referir concretamente? Acho que um voluntário pelo seu bom exemplo de dar o seu tempo aos outros deve ser também ver se na sua vida em particular é coerente com os seus princípios de educação. Não posso de maneira nenhuma aceitar que um(a) voluntário(a) pratique um serviço a favor de outro, incerido numa associação e na sua vida particular pactue como: Ser amante, aceitar um homem sabendo que este tem mulher doente a precisar de cuidados, este dá mau exemplo aos filhos. O pior disto é que a senhora sabe que ele, tem a mulher doente em casa. Este aparece no facebook ao lado em actividades da assoc. e esta, actua noramlmente.
Como é possivel ser voluntária num hospital, junto de doentes e a sua forma de ser é totalmente diferente da "coerencia com a sua conciência" se é que tem. Para mim é uma falsa voluntária. Nada posso fazer nem intervirei diretamente. Talvez com uma formação individual mais vocacionada para os aspectos cristão possam ver o erro da sua conduta.
Fernando Teixeira a 13 de Setembro de 2012 às 12:59

Boa tarde Sr Fernando, compreendo a sua indignação, mas cada pessoa só pode responder por si. A nós. não nos compete julgar ninguém, mas o que posso dizer-lhe é somente a minha forma de ver as coisas. E realmente pessoalmente não concordo com tal comportamento, apesar de não conhecer o caso que relata.
Cumprimentos

mais sobre mim
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14
15
16

17
18
19
20
22

24
25
26
28
29
30


Contador de visitas
pesquisar
 
blogs SAPO